COMO ANALISAR SEU ORÇAMENTO DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS? | MHS Energia Solar

COMO ANALISAR SEU ORÇAMENTO DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS?

Inversor Fotovoltaico
20 de março de 2019
Manutenção em Sistemas Fotovoltaicos.
6 de agosto de 2019

Os clientes interessados na aquisição de energia solar fotovoltaica têm recebidos orçamentos com características técnicas diferentes, com isso a análise das propostas requer cuidados. No momento da escolha das empresas para apresentação da proposta, é interessante pesquisar e buscar empresas com características semelhantes a apresentada abaixo.

  • Ter engenheiro próprio na empresa;
  • Possuir instalações próximas, para que antes do fechamento seja realizada uma visita e comprovar a qualidade dos serviços.
  • Ter uma boa reputação nas mídias sociais;

Essas condições podem ajudar a escolher empresas capacitadas para a realização do orçamento adequado, da instalação com segurança e confiabilidade e oferecer um bom serviço de pós-venda.

O preço é um dos fatores decisivos no momento da aquisição de um produto ou um serviço. No caso de sistemas de energia solar fotovoltaica existem diversos fatores que influenciam no valor final da aquisição. Assim, é importante analisar tecnicamente os orçamentos realizados para equalizar as propostas e descobrir qual o melhor custo benefício.

Para orientamos na análise de seu orçamento, vamos simular três sistemas com valores simbólicos.

Proposta 01:  10,05kWp – 30 Placas de 335Wp – 2 Inversores 5kW

                          Valor: R$35.175,00

Proposta 02:  10,22kWp – 28 Placas de 365Wp – 2 Inversores 5kW

                          Valor: R$36.792,00

Proposta 03: 10,72kWp – 32 Placas de 335Wp – 2 Inversores 5kW

                          Valor: R$36.448,00

Nesta simulação, não iremos considerar a geração média do sistema, pois cada empresa trabalha com um banco de dados diferente e podem haver variações.

Inicialmente, analisamos a potência do sistema e podemos verificar que as potências ofertadas são diferentes. Para comparar os valores em relação as potências e obter um valor onde podemos saber exatamente qual apresenta melhor condição financeira, pegamos o valor do orçamento e dividimos pela potência.

Proposta 01:  R$35.175,00 / 10,05kWp = R$3.500,00 / kWp

Proposta 02:  R$36.792,00 / 10,22kWp = R$3.600,00 / kWp

Proposta 03: R$36.448,00 / 10,72kWp = R$3.400,00 / kWp

Segundo passo, analisando os dados acima, temos que o orçamento que tem melhor valor reais por potência é a Proposta 03. Porém o custo do sistema é o mais alto, devido sua potência ser a maior dentre as propostas acima.

Neste caso, deve ser analisado se o sistema com a menor potência, o da proposta 01, realmente atende as condições de geração proposta, caso sim, solicitar ao fornecedor da proposta 02 e 03 uma nova proposta, considerando a potência informada pelo fornecedor 01 para repetir o cálculo acima e ter uma base melhor de comparação.

Entretanto deve ser considerado o espaço físico para a instalação do sistema proposto, em nossa analise a proposta 02, tem o maior custo do sistema, porém estão propondo módulos de maior eficiência, logo apresentam um valor maior. Para situações de pouco espaço físico para a instalação dos módulos, essa condição poderá ser mais interessante, assim indicamos solicitar aos fornecedores 01 e 03 uma atualização de proposta com módulos de maior eficiência.

É muito importante verificar se nas propostas apresentadas estão inclusos todos os itens necessários para o funcionamento do sistema, que são:

  • Equipamentos necessários para instalação (Módulos, inversor, estrutura de fixação, cabos com proteção solar e conectores)
  • Elaboração do projeto de engenharia elétrica
  • Homologação junto a concessionaria
  • Conexão à rede de acordo com as normas vigentes
  • Comissionamento do sistema fotovoltaico
  • Garantia dos equipamentos e da instalação.

Seguindo esses passos, será possível realizar a melhor escolha maximizando os benefícios, minimizando os custos e passando longe da dor de cabeça de um serviço mal prestado. Optando por uma maneira sustentável e economicamente viável de diminuir os custos com energia elétrica e contribuir com o meio ambiente.