Inversor Fotovoltaico | MHS Energia Solar

Inversor Fotovoltaico

Qual o melhor Financiamento para Instalação de um Sistema de energia solar?
5 de fevereiro de 2019
COMO ANALISAR SEU ORÇAMENTO DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS?
22 de abril de 2019

O inversor solar apresenta um papel coadjuvante em sistema fotovoltaico, porém ao fazer uma análise mais criteriosa da instalação podemos dizer que ele é o coração de todo sistema fotovoltaico. Sem ele a utilização de módulos fotovoltaicos não seria viável, pois o inversor é responsável de fazer a conversão da corrente contínua gerada pelos módulos em corrente alternada que será utilizada pela carga da instalação ou devolvida a rede da distribuidora de energia elétrica é armazenada como créditos de energia.

Os inversores on-grid (Conectados à rede), tem como característica principal a capacidade de interagir com a rede de distribuição tornando um dispositivo de controle do sistema fotovoltaico, além de transformar a corrente contínua fornecida pelos arranjos fotovoltaicos em uma corrente alternada, ele é responsável por sincronizar a energia do sistema fotovoltaico com a energia entregue pela distribuidora de energia. O inversor também funciona como um dispositivo de proteção, atuando em casos de sub e sobre tensão e/ou variação da frequência da rede. Outra medida de segurança, é o fato do inversor desligar automaticamente no caso de falta de energia, evitando pôr em risco os profissionais responsáveis por manutenção e dos equipamentos da rede de distribuição.

Apesar de possuir a mesma característica de transformação da corrente contínua dos módulos fotovoltaicos em corrente alternada, os inversores off-grid são responsáveis por alimentar as cargas isoladas, ou seja, não conectadas a rede da concessionária. Neste caso, também se utiliza um controlador de carga e um banco de baterias, que irá alimentar as cargas durante a noite e períodos onde o consumo estiver maior que a geração do sistema.

Podemos fazer uma analogia do banco de baterias com a rede de distribuição, toda energia excedente fica armazenada no banco de baterias para ser utilizada em algum momento futuro. Suas desvantagem em relação ao sistema on-grid, está no fato dos custos elevados de se montar um banco de baterias, a vida útil reduzida das baterias sendo bem inferior à do sistema e a carga instalada de uma unidade consumidora fica limitada à autonomia do banco de baterias a ela dimensionada.

Existe também o sistema híbrido, que é uma junção do sistema on-grid e off-grid. Este sistema atua fornecendo energia à rede de distribuição e armazenando energia ao banco de baterias a ele conectado. Neste caso o banco de baterias irá alimentar cargas essenciais em caso de falta de fornecimento pela concessionária de energia.